Notícias

Formol é encontrado em quatro marcas de leite no Rio Grande do Sul



O Ministério Público do Rio Grande do Sul prendeu, na última quarta-feira (08/05)  , oito transportadores de leite, acusados de misturar água e um composto que contém formol ao produto, ainda cru. A substância, que é cancerígena, foi encontrada em embalagens de leite UHT de quatro marcas: Italac, Líder, Mumu e Latvida. O leite contaminado foi encontrado apenas no RS, mas há indícios de venda também no Paraná e em Santa Catarina.

A fraude acontecia no transporte do leite cru para os postos de refrigeração. As transportadoras adicionavam água e ureia agrícola – que contém formol – para aumentar em 10% o volume do leite transportado. Assim, elas lucravam mais como intermediários na negociação entre produtores e indústria.

As fabricantes do leite industrializado não foram identificadas pelo MP como parte do esquema. Mas, ainda assim, o Ministério de Justiça deu um prazo de 10 dias para que elas expliquem porque não identificaram a mistura no leite cru e mostrem a documentação técnica dos lotes envolvidos, bem como informações sobre o recall dos produtos. Segundo as empresas, os lotes afetados já foram recolhidos.

A análise de amostras comprovou a adulteração em 600 mil litros de leite. O potencial de fraude é maior, já que as investigadas transportaram 100 milhões de litros por ano. Cinco transportadoras foram acusadas de participar da fraude.

Veja quais são os lotes contaminados de cada marca:

Italac Integral
Lotes: L05KM3, L13KM3, L18KM3, L22KM4 e L23KM1

Italac Semidesnatado
Lote: L12KM1

Líder UHT Integral
Lote: TAP1MB

Mumu UHT Integral
Lote: 3ARC

Latvida UHT Desnatado
Com fabricação de 16 de fevereiro de 2013 e com validade até 16 de junho de 2013

Fonte: Folha de São Paulo